Politica

Recife promove escuta pública para construir Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca

Para que nas próximas páginas da história da capital pernambucana, a cidadania e a leitura confirmem-se protagonistas mais íntimas e inseparáveis a cada parágrafo, a Prefeitura do Recife, por meio das secretarias de Cultura, Educação e Segurança Cidadã, promove uma escuta pública, nesta quinta-feira (13), no Compaz Ariano Suassuna, com o objetivo de reunir propostas, ideias e sonhos que servirão de base para a construção do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (PMLLLB).

O acesso ao encontro, que joga sementes no caminho rumo ao fortalecimento do Recife como cidade leitora, será livre e gratuito.

O encontro pretende reunir mediadores de leitura, bibliotecários, escritores, editores, professores, livreiros, sebistas, produtores culturais ou coletivos e grupos envolvidos com a valorização da leitura e da literatura no Recife.

A reunião terá ainda o objetivo de eleger dois representantes da sociedade civil, efetivamente envolvidos nas cadeias mediadora, produtiva e criativa da leitura, para ocupar as cadeiras que asseguram a participação popular no grupo de trabalho instituído pelo Plano Municipal, formado ainda por representantes da Prefeitura do Recife.

“O pensar e o fazer cultural se espalham em muitas frentes e linguagens. E ciclos, festivais, encontros e, principalmente, no cotidiano da cidade. Pensar junto cada ação nos permite enxergar caminhos, a partir de necessidades e possibilidades. Uma cidade criativa, tão cultural como o Recife é, precisa traçar seus destinos artísticos assim, reunindo ideias e propondo passos. É o que este debate fará, dando sequência a uma movimentação continuada, desenhando, ou melhor, escrevendo o que virá”, celebra o secretário de Cultura do Recife, Ricardo Mello.

O PLANO
O Plano, em discussão na cidade de celebrada e eloquente vocação literária, está previsto na Lei Nº 17.600/2009, que estabelece a Política Municipal do Livro e de Incentivo à Cultura da Leitura, e no Decreto N° 35.746/2022, que implementa o programa Recife Cidade Leitora.

Legislação – A Lei Nº 17.600, sancionada em 2009, tem como objetos: a promoção da leitura e da escrita como meios principais de difusão da cultura e transmissão do conhecimento; a democratização do acesso ao livro e à leitura; o estímulo à leitura como hábito familiar; e o fortalecimento da escola como espaço de formação de leitores. Nesta perspectiva, foi criado o programa Recife Cidade Leitora, com o objetivo de democratizar o acesso ao livro, fomentar e valorizar a leitura, a literatura e a cultura digital na nossa capital.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo